Como ajudar o filho a fazer amigos? Descubra aqui!

Socializar nem sempre é uma tarefa fácil. Algumas pessoas possuem uma natureza mais descontraída, mas outras tantas simplesmente enxergam milhões de barreiras para promover uma nova aproximação. Se é assim na vida adulta, imagine na infância.

Manter um contato pequeno com o mundo não é, necessariamente, um problema, até o momento em que a criança começa a se sentir solitária. Nesse caso, é função dos pais intervir e ajudar o filho a fazer amigos. Como? Continue a leitura e descubra!

Conviva mais com seus amigos

A melhor maneira de ensinar qualquer coisa a uma criança é fazendo o que você quer que ela faça — já que um bom exemplo vale muito mais que longos discursos.

Mantenha seus amigos por perto, convide-os para reuniões na sua casa e vá visitá-los também; assim, você mostra ao seu filho que ele pode ser amigo das pessoas em qualquer lugar e em qualquer situação da vida.

Demonstre bastante afeto para eles, por meio de abraços e palavras carinhosas na frente do seu filho de forma que ele aprenda não só a fazer amizades como também mantê-las saudáveis!

Seja um canal de fácil acesso

É importante que seu filho tenha facilidade e liberdade para se aproximar de você e dizer o que sente e pensa. Apenas entendendo onde está a dificuldade dele é que você terá condições de promover as mudanças necessárias e avaliar se o caso está ou não sob seu controle. Caso não, você deve sim procurar por ajuda profissional.

Permita que ele fale, do jeito e no tempo dele, sobre seus problemas. Não os menospreze ou os julgue com bobagens infantis porque assim você interromperá as chances de aproximação e evolução. Ele precisa sentir que pode confiar em você e ter a certeza de que você sempre poderá ajudá-lo. Entenda a importância da comunicação no aprendizado infantil.

Crie possibilidades de interação

Você pode promover o contato do seu filho com outras crianças por meio de diversas situações para além da obrigatoriedade da escola. Às vezes, ele pode ter dificuldades em se relacionar nesse ambiente, mas em casa, talvez, ele se sinta mais seguro.

Chame, então, crianças da idade dele para passar algum tempo na sua casa e, nas primeiras vezes que isso acontecer, participe das brincadeiras e mostre ao seu filho como ele deve agir para conquistar a amizade das outras pessoas.

Sugira atividades ao ar livre, em parquinhos e outros locais que as crianças frequentam para brincar. Ensine-o a aproximar e estabelecer contato por meio de perguntas simples como “qual é o seu nome” e “quantos anos você tem”. Essas perguntas vão dar a ele as informações que precisa ter para criar a conexão e a identificação inicial com o outro.

Invista em conhecimento para ajudar seu filho a fazer amigos

Não é tão simples, para muitos pais, compreender as necessidades da educação dos filhos. São tantas as tarefas do dia a dia, tantos problemas a serem resolvidos que, ainda que estejam se esforçando para dar ao filho uma educação bem-sucedida, muitos detalhes passam despercebidos.

Situações como essa são bastante comuns e os pais não devem se sentir fracassados por isso. Pelo contrário, é o momento de procurar apoio profissional para obter sucesso nessa área.

Uma excelente forma de lidar com problemas da infância, como a timidez é a mentoria e o coaching infantil. Procure saber como funciona o serviço e aplique-o no seu dia a dia: os resultados se estendem por toda a vida da criança.

Por meio dessa técnica a criança é estimulada ao autoconhecimento, conhece melhor suas emoções e aprende a controlá-las, além de entender melhor o outro.

Nesse último ponto, vale ressaltar que, ao conhecer melhor o outro ela perde o medo da aproximação e aumenta as chances de você ajudar seu filho a fazer amigos.

Se quiser entender melhor como funciona a mentoria e coaching infantil não deixe de assinar nossa newsletter!