5 segredos essenciais para melhorar a comunicação entre professor e aluno.

Como melhorar a comunicação entre professor e aluno? Um bom professor não é só aquele que possui bastante conhecimento sobre o conteúdo. Ele é o que sabe transmitir esses conhecimentos aos alunos. Sendo assim, a comunicação entre professor e aluno é muito importante e tem sido cada vez mais valorizada.

O professor é um comunicador, que além de matéria e conceitos, também transmite aos alunos ideias, opiniões, conselhos e valores. Por esse motivo, a maneira como o professor transmite essas informações é de grande importância para o desenvolvimento dos estudantes.

Gestão do tempo em sala de aula: veja 10 segredos de como executar com sucesso!

Assim como todos os professores, podemos começar a ter um ótimo relacionamento com os alunos mas ao decorrer do tempo, o bom relacionamento pode ruir. O porque? Bem, algumas situações podem fazer com que a aproximação entre os alunos e professores praticamente “desapareça” e você, muita das vezes, não sabe o porque isso ocorreu.

Aprenda cinco ações úteis e simples para melhorar sua comunicação com seus alunos: Vamos colocar em prática!

1 – Aprenda os nomes.

Pode parecer óbvio, mas é algo que deve ter muita importância. Quando você chama o aluno pelo nome, ele se sente mais visto e querido por você. Lógico que outros adjetivos positivos são bem vindos, mas quando um professor memoriza o nome dos seus alunos, para eles, é algo que faz ficar mais aberto a aproximação!

2 – Tenha boa memória afetiva.

Boa memória quer dizer aquelas coisas que para nós não têm importância, mas para o aluno significa muito. Por exemplo: sabe aquele aluno que conta história de algo que ocorreu com ele, compartilhando sua experiência com você?

Então, o caminho pode também ser ao contrário: você pode, por exemplo (e quando realmente ocorrer) lembrar de tal situação que o aluno lhe disse e posteriormente comentar com ele “Você se lembra daquela história que você me contou? Nossa, hoje lembrei de você por algo que passei” e compartilhe com ele essa memória afetiva de uma história ou situação que vocês dois viveram!

3 – Mantenha contato visual.

É muito frequente que, no início ou no final da aula, os alunos nos aproximem para nos fazer uma pergunta. Naquele momento, tendemos a estar atentos ao material escolar e negligenciamos o contato visual com o aluno. Se não olharmos para ele, o aluno entenderá que nos preocupamos mais com o que estamos fazendo do que o que ele nos diz.

4 – Ouça.

Ouvir é nada mais do que perceber sons, enquanto escutar é entender o que o aluno está falando. Escute com atenção cada palavra: esse vínculo, que pode se quebrar facilmente, pode ser um ótimo começo de confiança entre você e o aluno. Demonstre que você realmente entende o que ele quer dizer e se for o caso, ajude-o a solucionar o problema.

5 – Mude as perguntas fechadas para perguntas abertas.

Ao interagir com um estudante, há uma grande diferença entre perguntar “Você falou com o Leandro?” para  “Por que você falou com Leadro?’  A primeira pode ser respondida com um simples sim ou não. Já segunda envolve um motivo para criar um vínculo emocional entre o professor e o estudante.

Siga as dicas que demos nesse artigo e depois nos fale como foi essa experiência! Você verá como o clima de classe vai ser bastante melhor.

 

Leia Também!

Descubra 9 segredos para gerenciar o seu tempo em sala de aula!

Aprenda aqui como estimular a criatividade infantil